Nós resolvemos começar um blog! Isso! Assim daqui um tempo teremos uma verdadeira enciclopédia de dicas, curiosidades, cuidados, enfim, tudo sobre plantas. A estrela do nosso primeiro post são as plantas ornamentais mais celebradas do mundo: as samambaias.

As samambaias são plantas nativas de locais úmidos, por isso podem ser encontradas em zonas tropicais, subtropicais e temperadas. Seu nome tem origem da língua Tupi, e possui alguns significados como “o que se torce em espiral” ou “corda de pesos, de brincos e pingentes”. Sua reprodução se dá através de esporos e essa planta não produz sementes ou flores.

As samambaias são consideras uma das plantas mais antigas do mundo, e existem diversas espécies delas, especialistas dizem que existem cerca de 12 mil espécies de samambaias no mundo, sendo no Brasil algo em torno de 1000 espécies.

As samambaias tiveram seu auge entre os anos 70 e 90 onde eram encontradas com frequências nas residências. E agora podemos dizer que essa “moda” voltou com tudo. Com a nova onda do Urban Jungle (florestas urbanas) a samambaia se encaixa perfeitamente nas características desse movimento. Isso pode ser explicado, devido a seus cuidados e manutenção serem simples, e sua durabilidade ser considerada alta, já que podem viver entre cinco e dez anos, ou até mesmo mais, dependendo dos cuidados em seu cultivo.

As samambaias costumam ter seu maior uso nas residências, já que são as queridinhas dos paisagistas, porém, elas também estão ganhando seu espaço nas decorações de eventos. Se antes encontrávamos as samambaias somente nos jardins, hoje em dia podemos encontrar as samambaias presentes nos mais diversos cômodos da casa como sala, cozinha, área de lazer, próxima de piscinas, entre outros.

Como cuidar das samambaias

Apesar da manutenção das samambaias serem relativamente simples, é preciso conhecer quais os procedimentos necessários para cuidar dessa plantinha, para tê-la sempre bela. Alguns cuidados básicos são:

Solo úmido: essa é um dos principais e mais importantes cuidados que você deve ter com a sua samambaia. O solo deve estar sempre úmido para que sua planta esteja sempre saudável e com um belo aspecto.
Evite lugares com ondas de ar: as samambaias são plantas delicadas, e não se dão bem com ventanias.
• Luminosidade indireta: a samambaia não tolera sol forte pois pode queimar suas folhas.
• Cuide da adubação: a adubação é importante, pois como a samambaia gosta de locais úmidos, você pode acabar retirando os nutrientes da terra devido as regas frequentes. O mais indicado é um adubo NPK.
• Temperatura adequada: as samambaias gostam de locais com uma temperatura agradável, entre 15° e 21°, por isso procure um local com mais sombra para acomoda-la.
• Vasos de plástico: o vaso ideal para plantar as samambaias são os de plástico, já que eles permitem que a terra permaneça sempre úmida.
• Substrato para plantio: na hora de plantar sua samambaia procure escolher os substratos pois são mais ricos em nutrientes para sua plantinha.
• Borrife água: Sim, essa é uma dica valiosa, as samambaias adoram quando você borrifa água em suas folhas, “refrescando” assim do calor.
• Poda: sempre que necessário faça a poda das suas samambaias, assim você retira galhos secos, liberando espaço para que sua planta cresça saudável.
• Cuidado com as doenças: fique de olho em sua plantinha para evitar que seja atacada por alguma praga, ou acometida por alguma doença. Caso isso aconteça, comece a trata-la de imediato. O tratamento quanto mais cedo iniciar, maior é a probabilidade da planta sair ilesa.
• Transplante: com o crescimento da sua samambaia, ela irá precisar de mais espaço, geralmente num prazo de seis meses você deve observar se o vaso atual está comportando sua planta, caso contrário, é hora de fazer o transplante para um vaso maior.
Como já falamos, existem diversas espécies de samambaias, vamos conhecer três tipos que são muito comercializadas aqui no Brasil:
Samambaia Americana: essa sem dúvidas é a samambaia mais comercializada aqui no Brasil, e não é pra menos, suas folhas grandes e pendentes deixam essa planta exuberante, enfeitando qualquer ambiente. Esse tipo de samambaia também pode ser colocado em ambientes internos ou externos, a única atenção a ser tomada é evitar locais com muita incidência de raios solares diretos na planta.
Samambaia Argentina: a samambaia argentina é muito parecida com a samambaia americana, o que a diferencia é suas folhagens com volume menor, e suas folhas possuem uma aparência crespa.
Chifre de veado: essa planta levou esse nome devido à suas folhas que são largas e seu formato lembra um chifre. Esse tipo de samambaia suporta melhor climas secos. São indicadas serem plantadas em xaxim ou no tronco de árvores.

E como fazer mudas?

Caso você queira aumentar sua coleção de samambaias, é importante aprender como fazer mudas delas. As samambaias podem ter suas mudas feitas através de três procedimentos: por touceira, por esporos ou por rizoma (pelo caule).

Por touceira: neste métodos você terá plantas já na fase adulta, resumidamente o processo é você retirar a planta do vaso, tirar a terra das raízes e assim separar as touceiras e planta-las em vasos separados.

Por rizoma: aqui você irá cortar o caule subterrâneo da planta (rizoma), observar para cortar abaixo de no mínimo duas gemas, para que haja o crescimento saudável. Plante em um novo vaso e tenha os cuidados necessários para a manutenção da planta.

Por esporos: esse é o método mais lento para fazer mudas. É necessário que você tire os esporos, que são as bolinhas que ficam atrás das folhas, e plante-os em um vaso (os esporos funcionam como se fosse as “sementes” da samambaia. Mas lembre-se que é preciso paciência, pois pode demorar até seis meses para que sua planta brote.

Após aprender mais sobre samambaias agora chegou a hora de adquirir a sua e começar a sua coleção! Afinal, as plantas só trazem beneficio para nossa saúde e o próprio processo de cuidar de uma planta se torna terapêutico,

Venha buscar sua samambaia no Mercadão das Flores!
.

Open chat